26 agosto 2011

O interior da Terra!

Olá pessoal,

Hoje vamos conhecer um pouquinho sobre o interior do nosso planeta. Espero que vocês gostem....

Como se pode conhecer as camadas geológicas abaixo de nossos pés e outras estruturas localizadas no interior e no centro da Terra, situado a cerca de 6370 km de profundidade? Por meio de perfurações o homem tem acesso, direto, apenas, aos primeiros quilometros. Daí, para baixo, são as ondas sísmicas que revelam conhecimentos sobre o interior de nosso Planeta.

A camada mais externa e delgada da Terra é chamada Crosta, cuja espessura varia de 35 km a 10 km ao longo de uma seção cortando áreas continental e oceânica. Nas regiões montanhosas a crosta pode alcançar 65 km de espessura. Apesar de bastante variada a Crosta pode ser subdividida em:
Crosta Continental: Menos densa e geologicamente mais antiga e complexa. Normalmente apresenta uma camada superior formada por rochas graníticas e uma inferior de rochas basálticas.
Crosta Oceânica: Comparativamente mais densa e mais jovem que a continental. Normalmente é formada por uma camada homogênea de rochas basálticas.
A porção mais volumosa (80%) do interior da Terra é o Manto. Situa-se logo abaixo da Crosta e estende-se até quase a metade do raio da Terra.
Esquema do interior da Terra.

O núcleo é a camada mais interna do interior do planeta. É constituído por uma parte sólida (núcleo interno) envolvida por uma líquida (núcleo externo).
Os modelos atuais mostram que é o movimento do núcleo externo ao redor do núcleo interno a causa da formação do campo magnético terrestre. Esse campo se propaga por mais de 60 mil quilômetros no espaço, criando uma região chamada de magnetosfera, capaz de desviar as partículas carregadas que foram ejetadas pelo Sol.


Campo magnético da Terra

O núcleo externo é provavelmente composto de ferro metálico e outros elementos (enxofre, silício, oxigênio, potássio e hidrogênio) e o núcleo interno é composto de ferro e níquel, e é sólido porque, apesar das imensas temperaturas, está sujeito a pressões tão elevadas (cerca de 4,5 milhões de atmosferas) que os átomos ficam compactados; as forças de repulsão entre os átomos são vencidas pela pressão externa, e a substância acaba se tornando sólida. A temperatura entre o núcleo e o manto é de cerca de 3.700°C, atingindo de 4.000 a 4.500°C no núcleo interno.
Em seus primeiros momentos de existência, há cerca de 4,5 bilhões de anos, a Terra era formada por materiais líquidos ou pastosos, e devido à ação da gravidade os objetos muito densos foram sendo atraídos para o interior do planeta (o processo é conhecido como diferenciação planetária), enquanto que materiais menos densos foram trazidos para a superfície. Como resultado, o núcleo é composto em grande parte por elementos mais pesados como o ferro (80%).  A espessura do nucleo é aproximadamente 3.400 km de raio.

Esse assunto já foi tema de filme de ficção a algum tempo. Pra quem quiser assitir o filme se chama O Núcleo, mas vale lembrar que o filme é pura ficção hein!....mas ainda assim é legal.


Espero que tenham gostado,

Beijos a todos...

3 comentários:

  1. valeu me ajudou para caramba no trabalho da escola valeu mesmo.




    ResponderExcluir

Gostou do post? Sabe de algo que possa complementar o conteúdo? Seu comentário é muito bem vindo e nos ajuda muito! :)